Entender a esquizofrenia 
Fumar erva (cannabis) e a esquizofrenia
Fumar erva (cannabis) e a esquizofrenia

Quando sai do hospital prisional estava cheio de depressão e não tinha vontade de fazer nada, nem se quer trabalhar.

Uns familiares meus disseram-me para experimentar fumar um charro que iria de melhorar.

Como estava de rastos aceitei. Prepararam um e deram-me.

Comecei a fumar e não notei diferença nenhuma, então disseram-me para travar várias vezes o fumo nos pulmões e foi que fiz. Passado alguns minutos começo a cantar, dançar e a sentir uma sensação de prazer que nunca senti antes…tudo à minha volta me parecia belo e puro…

A depressão desapareceu e senti-me como novo, pronto para ir à luta e dias depois arranjo um trabalho nas obras e depois de motorista de pesados articulados a fazer nacional em Espanha...e deixo de depender da família para sobreviver.

Sempre que me sentia em baixo de ânimo, fumava um charrinho e ficava bom.

Nunca ouvi vozes enquanto estava medicado e fazia isto, mas quando abandonei a medicação e fumava erva ao princípio sentia prazer e um estado de paz, mas quando o efeito passava as vozes e todas as outras alucinações vinham com mais intensidade me prejudicando.

Já deixei as drogas à muitos anos e não sinto falta nenhuma delas, quando estou triste oiço musica ou vou dar um passeio...

Recomendo que não consumam drogas, pois faz mal, principalmente se for todos os dias.

As drogas tiram-nos de fora da realidade, por isso consumi-las só se for para tratamento temporário…

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Rating: 3.0/5 (160 votos)

ONLINE
1




Total de visitas: 5880